Production
https://prod.org.br/article/doi/10.1590/S0103-65132011005000019
Production
Article

Avaliação da sinergia entre a engenharia de processos e o processo de pensamento da teoria das restrições

Evaluating the synergy of business process engineering and theory of constraints thinking process

Lacerda, Daniel Pacheco; Rodrigues, Luis Henrique; Silva, Alexandre Costa da

Downloads: 0
Views: 251

Resumo

Este trabalho apresenta uma aplicação da utilização dos conceitos da engenharia de processos de negócios (EPN) e do processo de pensamento da Teoria das Restrições (PP-TR) para uma abordagem sistemática e sistêmica dos processos analisados. A EPN contribui como instrumento de ação nas organizações através da identificação e representação dos processos existentes. A modelagem dos processos constrói uma visão integrada e possibilita uma discussão e análise sistemática dos processos. O PP-TR é utilizado na análise crítica dos processos. Essa análise contribui para o entendimento e identificação das causas que sustentam as problemáticas existentes nos processos, proporcionando uma visão sistêmica do processo. Na pesquisa foram modelados processos de uma instituição de ensino superior (IES). Um processo foi analisado a partir da construção da Árvore da Realidade Atual (ARA). Em seguida aplicou-se a técnica da evaporação das nuvens para romper os pressupostos que mantinham os problemas identificados. Com base na ARA e na evaporação das nuvens os processos foram resenhados. Os resultados da abordagem forneceram: i) uma sistemática na análise dos processos; e ii) uma visão sistêmica da influência dos problemas encontrados nos processos entre si e no resultado da IES estudada.

Palavras-chave

Teoria das restrições. Engenharia de processos. Processo de pensamento. Análise de processos. Melhoria de processos.

Abstract

This paper presents a joint application of Business Process Engineering and the Thinking Process of the Theory of Constraints. Business Process Engineering has been used as a process modeling tool in order to describe the "as is" situation. The Thinking Process is used as an analytical tool for the critical processes. This analysis contributes for the clarification and convergence to the core problem in a given situation, providing a systemic and shared vision. The case study investigated a Higher Education Institution processes. A Current Reality Tree was created for each process, which derivate in Evaporating Cloud Diagrams in order to find insights for process improvement. Based on the Current Reality Tree and the Evaporating Clouds Diagram the processes was redesigned. The results of this approach were very promising, once they reached: i) a systematic analysis for the processes; e; ii) a systemic and shared vision of the relationships of the cause and effect involved in the processes studied.

Keywords

Theory of constraints. Thinking process. Engineering of process. Systemic analysis.

References



ALVAREZ, R. R. Análise comparativa de metodologias para análise, identificação e solução de problemas. Dissertação (Mestrado em Engenharia da Produção)-Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 1995.

ANTUNES Jr. J. A. V. et al. Critical issues about the theory of constraints thinking process - a theoretical and practical approach. In: PRODUCTION AND OPERATION MANAGEMENT SOCIETY - POMS, 15., 2004, Cancun. Proceedings. ..

BLACKSTONE, J. H. Theory of constraints - a status report. International Journal of Production Research, v. 39, n. 6, p. 1053-1080, 2001.

BRYMAN, A. Quantity and quality in social research. London: Unwin Hyman, 1988.

CAULLIRAUX, H.; CAMEIRA, R. A consolidação da visão por processos na engenharia de produção e possíveis desdobramentos. Rio de Janeiro: Grupo de Produção Integrada/COPPE-EE//UFRJ, 2000.

CHAKRAVORTY, S. S.; BRIAN ATWATER, J. Bottleneck management: theory and practice. Production, Planning & Control, v. 17, n. 5, p. 441-447, 2006.

COX, J.; SPENCER, M. S. Manual da teoria das restrições. Porto Alegre: Bookman, 2002.

DAVENPORT, T. H. Mission critical: realizing the promise of enterprise systems. Boston: Harvard Business School Press, 2000.

DUBE, L.; PARE, P. Rigor in information systems positivist case research: currente pratices, trends, and recomendations. MIS Quaterly, v. 27, n. 4, p. 597-635, 2003.

DYER Jr., W. G.; WILKINS, A. L. Better stories, not better constructs, to generate better theory: a rejoinder to Eisenhardt. Academy of Management Review, v. 16, n. 3, p. 613-619, 1991.

EINSENHARDT, K. M. Building theories from case study research. Academy of Management Review, v. 14, p. 532-550, 1989.

EINSENHARDT, K. M. Better stories and better constructs: the case for rigor and comparative logic. Academy of Management Review, v. 16, n. 3, p. 620-627, 1991.

EINSENHARDT, K. M.; GRAEBNER, M. E. Theory building from cases: opportunities and challenges. Academy of Management Review, v. 50, n. 1, p. 25-32, 2007.

ELLRAM, L. M. The use of the case study method in logistics research. Journal of Business Logistics, v. 17, n. 2, p. 93-138, 1996.

GOLDRATT, E. M. What is thnig called theory of constraints and how shoud it be implemented? New York: Noth River Press, 1990.

GOLDRATT, E. M. A síndrome do palheiro: garimpando informações num oceano de dados. São Paulo: C. Fulmann, 1991.

GOLDRATT, E. M. A corrida pela vantagem competitiva. São Paulo: C. Fulmann, 1992.

GOLDRATT, E. M. Não é sorte: a aplicação do processo de raciocínio da teoria das restrições. São Paulo: Nobel, 2004.

GOLDRATT, E. M. Standing on the shoulders of giants - production concepts versus production applications: the hitachi tool engineering example. Gestão & Produção, v. 16, n. 3, p. 333-343, 2009.

GROVER, V.; KETTINGER, W. R. Process think: winning perspectives for business change in the information age. Idea Group Inc, 2000.

GUPTA, M. C., BOYD, L. H., Theory of Constraints: a theory of operations management, International Journal of Operations & Production Management, v. 28, n. 10, p. 991-1012, 2008.

HAMMER, M. E.; CHAMPY, J. Reengenharia: repensando a empresa em função dos clientes, da concorrência e das grandes mudanças da gerência. Rio de Janeiro: Campus, 1994.

HUNT, V. D. Process mapping: how to reengeneer your business processes. New York: John Wiley & Sons, 1996.

JOHANSSON, H. J. et al. Processos de negócios. São Paulo: Pioneira, 1995.

KIM, S.; MABIN, V. J.; DAVIES, J. The theory of constraints thinking process: retrospect and prospect. International Journal of Operations & Production Management, v. 28, n. 2, p. 155-184, 2008.

KINGMAN, O. The thinking processes and effective problem solving. In: CONSTRAINT MANAGEMENT SYMPOSIUM AND TECHNICAL EXHIBIT - APICS, 1996, Detroit. Proceedings... p. 110-116.

KLEIN, D. J.; DEBRUINE, M. A thinking process for establishing management polices. Review of Business, v. 16, n. 3, p. 31-37, 1995.

LACERDA, D. P. No sentido do mundo dos ganhos: uma proposta de transição através do redesenho de processos em uma instituição de ensino superior. Dissertação (Mestrado em Administração)-Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, 2005.

MIGON, L. B. Identificação e representação de desvios de processos de negócio: aplicação no estudo da cadeia de amostragem de petróleo. Dissertação (Mestrado em Informática)-Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2010.

MUSA, P. F.; EDMONSON, V. C.; MUNCHUS, G. Analyses of information system students' applications of two holistic problem solving methodologies. Journal of Information Systems Education, v. 16, n. 4, p. 391-408, 2006.

NOREEN, E.; SMITH, D.; MACKEY, J. T. A teoria das restrições e suas implicações na contabilidade gerencial. São Paulo: Educator, 1996.

OU-YANG, C.; LIN, Y. D. BPMN-based business process model feasibility analysis: a petri net approach. International Journal of Production Research, v. 46, n. 14, p. 3763-3781, 2008.

PAIM, R. Engenharia de processos: análise do referencial teórico-conceitual, instrumentos, aplicações e casos. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção)-COPPE-UFRJ, Rio de Janeiro, 2002.

PAIM, R. et al. Engenharia de processos de negócios: aplicações e metodologias. In: ENEGEP, 22.. 2002. Anais. ..

PAIM, R. et al. Gestão de processos: pensar, agir, aprender. Porto Alegre: Bookman, 2009.

PAIM, R.; CAULLIRAUX, H.; CLEMENTE, R. Engenharia de processos: equipes, estrutura e conhecimentos para aprimoramento organizacional. In: ENEGEP, 23., 2003. Anais. ..

PIDD, M. Modelagem empresarial: ferramentas para tomada de decisão. Porto Alegre: Bookman, 1998.

RODRIGUES, L. H. A aplicação do processo de pensamento da teoria das restrições no ensino de conceito básicos de administração das operações. In: ENANPAD, 28., 2004, Curitiba. Anais. ..

RUMMLER, G. A.; BRACHE, A. P. Improving performance: how to manage the white space on the organizational chart. 2nd ed. San Francisco: Jossey Bass, 1995.

SALERNO, M. S. Projeto de organizações integradas e flexíveis: processos, grupos e gestão democrática via espaços de comunicação-negociação. São Paulo: Atlas, 1999.

SCHEER, W. ARIS - Business Process Modeling. 2nd ed. Berlin: Springer Verlag, 1999.

TSCHESCHNER, W. Transformation from EPC to BPMN. Business Process Technology, v. 1, n. 3, p. 7-21, 2006.

VERNADAT, F. B. Enterprise modeling and integration: principles and applications.London: Chapman & Hall, 1996.

VILLELLA, C. S. S. Mapeamento de processos como ferramenta de reestruturação e aprendizado organizacional. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção)-Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2000.

WATSON, K. J.; BLACKSTONE, J. H.; GARDINER, S. C. The evolution of a management philosophy: the theory of constraints. Journal of Operations Management, v. 25, p. 387-402, 2007.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2001.

5883a3c47f8c9da00c8b4628 1574685864 Articles
Links & Downloads

Production

Share this page
Page Sections