Production
https://prod.org.br/article/doi/10.1590/S0103-65132008000300009
Production
Article

Avaliando desempenho de espaços de trabalho sob o enfoque da ergonomia do ambiente construído

Measuring performance of work spaces: an ergonomic assessment of the constructed environment

Villarouco, Vilma; Andreto, Luiz F. M.

Downloads: 0
Views: 559

Resumo

Representando segmento recente da ergonomia, os estudos que cuidam da adequabilidade do ambiente construído à realização das tarefas que abriga, vem agregando profissionais preocupados com a satisfação do usuário/trabalhador e com o incremento da produtividade focada em melhores condições de trabalho. Embora apresentando preocupações presentes em outras áreas do conhecimento, a ergonomia do ambiente extrapola as questões puramente arquitetônicas, focando seu posicionamento na adaptabilidade e conformidade do espaço ao trabalho que nele é desenvolvido. Nesse sentido, evoca elementos do conforto ambiental, da antropometria, da psicologia ambiental, da ergonomia cognitiva e da AET (Análise Ergonômica do Trabalho). Nesse contexto, este artigo propõe uma metodologia de Avaliação Ergonômica do Ambiente Construído, seguida de sua aplicação através de um estudo de caso, que busca inclusive a identificação da interferência da configuração espacial de ambientes de trabalho na produtividade de um sistema de produção, a partir de uma análise ergonômica do ambiente construído.

Palavras-chave

Ergonomia do ambiente construído, produtividade, escritórios

Abstract

Representing a recent segment of ergonomics, studies that address the suitability of the constructed environment to the tasks performed within it have been uniting professionals concerned with the user/worker satisfaction and increased productivity focused on better working conditions. Although it presents concerns from other fields of knowledge, environment ergonomics extrapolates purely architectural issues and focuses its positioning on the adaptability and conformity of the physical space to the work developed within it. It therefore addresses elements of environment comfort, anthropometry, environmental psychology, cognitive ergonomics and ergonomic work analysis. The present article proposes a methodology for an Ergonomic Assessment of the Constructed Environment, followed by its application through a case study that also aims to identify the interference of the spatial configuration of the work environment regarding the productivity of a production system using an ergonomic analysis of the build environment.

Keywords

Build environment ergonomics, productivity, offices

References



ANDRETO, L. F. M. Influência do espaço construído na produtividade: Avaliação baseada na ergonomia do ambiente construído e na psicologia dos espaços de trabalho. Dissertação. PPGEP-UFPE, Recife, 2005.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT). NBR 5413: Iluminância de interiores. Rio de Janeiro, p. 4, 1992.

BINS Ely, V. H. TURKIENICZ, B. Método da grade de atributos: avaliando a relação entre usuário e ambiente. Ambiente Construído, v. 5, n. 2, p. 77-88, 2005.

BINS Ely, V. Ergonomia + Arquitetura: buscando um melhor desempenho do ambiente físico. Anais do 3º. Ergodesign – 3º. Congresso Internacional de Ergonomia e Usabilidade de interfaces humano-tecnologia: Produtos, programa, informação, ambiente construído. Rio de Janeiro. LEUI/PUC – Rio, 2003.

EKAMBI-SCHMIDT, J. La percepción del hábitat. 1.ed. Barcelona: G. Gili, 1974.

ELALI, G. A. Psicologia e Arquitetura: em busca do lócus interdisciplinar. Psicologia Ambiental: Estudos de Psicologia, v. 2, n. 2, p. 349-362, 1997.

ETTINGER, K. Direção e Produtividade. Direção, Organização e Administração de Empresas. Manual de Ensino 1. 1. ed. São Paulo: IBRASA, 1964.

HALL, E. T. A dimensão oculta. Rio de Janeiro: F. Alves, 1977.

MAFRA, S. C. T. Analisando a funcionalidade a partir da afetividade - um estudo de caso em cozinhas residenciais. Dissertação. PPGEP-UFSC, Florianópolis, 1996.

NR-17-Ergonomia. In: Segurança e medicina do trabalho. 54. ed. São Paulo: Atlas, p. 229-252, 2004.

PROCORO, A.; ALCEU, A.; ANTUNES, L.; VILLAROUCO, V. Identificação de problemas ergonômicos em ambientes educacionais através da metodologia constelação de atributos – um estudo de caso. Anais do VII Encontro Nacional Sobre Conforto no Ambiente Construído, Curitiba, 2003.

RHEINGANTZ, P. A. Lógica Fuzzy e variáveis lingüísticas aplicadas na avaliação de desempenho de edifícios de escritórios. Ambiente Construído, v. 2, n. 3, p. 41-55, 2002.

SANTANA, A. M. C. A abordagem ergonômica como proposta para melhoria do trabalho e produtividade em serviços de alimentação. Florianópolis: Mestrado – Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção/UFSC, 1996.

SANTOS, N. dos, et al. Antropotecnologia: A Ergonomia dos Sistemas de Produção. Curitiba: Genesis, 1997.

SCHMIDT, J. E. La percepción del hábitat. Barcelona: Ed. Gustavo Gili, 1974.

SILVA, L. B. da. Análise da relação entre produtividade e conforto térmico: o caso dos digitadores do centro de processamento de dados e cobrança da Caixa Econômica Federal do estado de Pernambuco. Florianópolis: Mestrado – Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção/UFSC, 2001.

VILLAROUCO. V. O que é um ambiente ergonomicamente adequado? Anais do X ENTAC - X Encontro Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído. ANTAC, São Paulo, 2004.

VILLAROUCO, V. et al. Identificação de parâmetros para concepção de espaços ergonomicamente adequados à habitação social. Anais do 5º. Ergodesign – 5º. Congresso Internacional de Ergonomia e Usabilidade de interfaces humano-tecnologia: Produtos, programa, informação, ambiente construído. Rio de Janeiro. LEUI/PUC – Rio, 2005.

WAH, L. Escritório eficaz. HSM Management. v. 1, n. 10. 1998.

5883a3e27f8c9da00c8b46aa 1574685864 Articles
Links & Downloads

Production

Share this page
Page Sections