Production
https://prod.org.br/article/doi/10.1590/S0103-65132007000200005
Production
Article

Estratégias tecnológicas e desempenhos inovadores das PMEs de equipamentos médico-hospitalares de São Carlos e Ribeirão Preto

Technology strategies and innovation performances of the small and medium-sized firms in the medical equipment industry of São Carlos and Ribeirão Preto

Rieg, Denise Luciana; Alves Filho, Alceu Gomes

Downloads: 0
Views: 142

Resumo

Este trabalho tem como objetivo identificar e analisar as estratégias tecnológicas (ETs) adotadas por pequenas e médias empresas (PMEs) produtoras de equipamentos médico-hospitalares localizadas em São Carlos e em Ribeirão Preto. Procura-se verificar se há diferenças entre o grupo de empresas que alcançou desempenhos inovadores (DIs) mais altos e o grupo daquelas que tiveram DIs mais baixos nos últimos anos. Para isso, foi realizado um survey, aplicando-se um questionário estruturado em trinta e nove empresas que concordaram em participar da pesquisa. Os resultados (resultados referentes a vinte e sete empresas que puderam ser classificadas como sendo de maior ou menor DI, dentre as trinta e nove empresas investigadas) mostram que as ETs adotadas pelas empresas com DIs mais altos são diferentes em muitos aspectos daquelas adotadas pelo grupo com DIs mais baixos. Foram obtidos indícios de que maiores investimentos em atividades internas de P&D&E e em fontes externas de tecnologia, maior dedicação à previsão tecnológica preliminar voltada para monitoramento do perfil de produtos e processos e o desenvolvimento de um amplo portfolio de tecnologias de produto e de processo permitem às empresas alcançarem DIs mais significativos.

Palavras-chave

Desempenho inovador, estratégia tecnológica, pequenas e médias empresas, equipamentos médico-hospitalares

Abstract

The goal of this article is to identify and to analyze the technology strategies (TSs) adopted by small and medium-sized firms of the medical equipment sector located in São Carlos and Ribeirão Preto. It seeks to verify whether there are differences between the group of firms that reached higher innovation performances (IPs) and the one with lower (IPs) in recent years. In order to analyze that, data about TSs and IPs were collected from twenty seven medical equipment producers. The statistical analysis of the data shows that the TSs adopted by the medical equipment firms that reached higher IPs are different in many aspects from the ones adopted by those that reached lower IPs. Some indications were obtained that larger investments in internal activities of R&D&E development and in external sources of technology, larger dedication to technology forecasting, and development of a wide portfolio of product and process technologies have allowed the firms to reach higher IPs.

Keywords

Innovation performance, technology strategy, small and medium-sized firms, medical equipment sector

References



ALBUQUERQUE, E. M.; CASSIOLATO, J. E. As especificações do sistema de inovação do setor de saúde: uma resenha da literatura como introdução a uma discussão sobre o caso brasileiro. Estudos FeSBE I. São Paulo – Universidade Estadual de São Paulo, 2000.

ALVES FILHO, A. G. Estratégia Tecnológica, Desempenho e Mudança: estudo de caso em empresas da indústria de calçados. São Paulo, 1991. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção) – Escola Politécnica, Universidade de São Paulo.

BELL, R. M. "Learning" and the accumulation of industrial technological capacity in developing countries. In: Fransman, M.; King, K. Technological capability in the third world. New York: St Martin’s Press, 1984.

BURGELMAN, R. A.; ROSENBLOOM, R. S. Technology strategy: an evolutionary process perspective. In: Burgelman, R. A. & Rosenbloom, R. S (Eds), Research on Technological Innovation, Management and Policy. Greenwich: JAI Press, 1989, p. 1-23.

CNAE – Classificação Nacional das Atividades Econômicas, 1997. Disponível em: www.ibge.org.br

DAHLMAN, C. J.; ROSS-LARSON, B.; WESTPHAL, L. E. Managing technological development: lessons from the newly industrializing countries. World Development, v. 15, n. 6, p. 759-775, 1987.

DEEDS, D. L.; DECAROLIS, D.; COOMBS, J. E. The impact of firm-specific capabilities on the amount of capital raised in an initial public offering: evidence from the biotechnology industry. Journal of Business Venturing, v. 12, p. 31–46, 1997.

DOWLING, M. J.; MCGEE, J. Using R&D cooperative arrangements to leverage managerial experience: a study of technology-intensive new ventures. Journal of Business Venturing, v. 9, n. 1, p. 33-48. 1994.

DOWLING, M. J.; RUEFLI, T. W. Technological innovation as a gateway to entry: the case of the telecommunication industry. Research Policy. n. 21, p. 63-77, 1992.

FERNANDES, A. C.; CÔRTES, M. R. Caracterização do perfil da pequena empresa de base tecnológica no estado de São Paulo: uma análise preliminar. In: SCIENCE AND TECHNOLOGY RESEARCH SEMINAR, 1998, Campinas. Anais... Campinas: Unicamp – Instituto de Geociências, 1998.

FERNANDES, A. C.; et al. Potencialidades e limites para o desenvolvimento de empresas de base tecnológica no Brasil: contribuições para uma política setorial. São Carlos, 1999 (mimeo). Projeto FAPESP n.º 98/14127/ 0 – Departamento de Engenharia de Produção da UFSCar.

FLEURY, A. C. C. Análise a nível de empresa dos impactos da microeletrônica sobre a organização da produção e do trabalho. São Paulo, 1988. Tese (professor titular) – Escola Politécnica, Universidade de São Paulo.

FURTADO, J. A indústria de equipamentos médico-hospitalares: elementos para uma caracterização da sua dimensão internacional. Campinas, 1999 (mimeo).

FURTADO, A. T.; SOUZA, J. H. Relatório final setor de equipamentos médicos - evolução do setor de insumos e equipamentos médicohospitalares, laboratoriais e odontológico brasileiro: a década de 90. Campinas, junho de 2000 (mimeo) – Relatório Final – Departamento de Política Científica e Tecnológica – Instituto de Geociências – Unicamp.

GADELHA, C. A. G. Estudos de competitividade por cadeias integradas no Brasil: impactos das zonas de livre comércio – Cadeia: complexo da saúde. Campinas, dezembro de 2002. Nota técnica final – Departamento de Política Científica e Tecnológica – Instituto de Geociências – Unicamp.

GUIA DE FORNECEDORES HOSPITALARES, 2001. 1ª Revista Brasileira de Produtos, Serviços e Tecnologias de uso em Estabelecimentos de Saúde. Ano 7, n. 67, maio, 2001.

HARRIS, R.C.; et al. The virtual R&D laboratory. Research-Technology Management, p. 32–36, March/April, 1996.

HASENCLEVER, L.; CASSIOLATO, J. E. Capacitação tecnológica empresarial brasileira e transferência de tecnologia. In: SIMPÓSIO DE GESTÃO DA INOVAÇÃO TECNOLÓGICA, XX, 1998, São Paulo. Anais... (CD Rom). São Paulo, 1998, p. 309-321.

KLEINKNECHT. A. H.; POOT, P.T.; REIJNEN, J. O. N. Formal and Informal R&D and Firm Size: survey results from the Netherlands. In: ACS, Z. J.; AUDRETSCH, D. B. (eds.). Innovation and Technology Change. New York: Haverster/ Wheatsheaf, 1991.

LANCTOT, A. & SWAN, K. S. Technology Acquisition Strategy in an Internationally Competitive Environment. Journal of International Management, v. 6, p. 187-215, 2000.

MILLER, A. A taxonomy of technological settings, with related strategies and performance levels. Strategic Management Journal. v. 9, p. 239-254, 1988.

NEPP – NÚCLEO DE ESTUDOS DE POLÍTICAS PÚBLICAS. O setor de saúde e o complexo da saúde no Brasil. Caderno n.46, 2000. DPP/FINEP. I Relatório Setorial DPP/FINEP – Equipamentos médicos, hospitalares e odontológicos, 2004 (mimeo).

OLIVEIRA, J. P. Os aspectos tecnológicos necessários à formação de um cluster de empresas fabricantes de equipamentos médicos e odontológicos. Relatório de Iniciação Científica do PIBIC, 2002 (mimeo).

PAVITT, K.; BELL, M Technological accumulation and industrial growth: contrasts between developed and developing countries. Industrial and Corporate Change, v. 2, n. 2, p. 157-210, 1993.

PEGELS, C.; THIRUMURTHY, M. V. The impact of technology strategy on firm performance. IEEE Transactions on Engineering Management, v. 43, n. 3, p. 346-349, 1996.

QUADROS, R.; et al. Technological innovation in Brazilian industry: An assessment based on the São Paulo innovation survey. In: INTERNATIONAL CONFERENCE ON TECHNOLOGY POLICY AND INNOVATION, III, 1999, Austin. Annals… Austin, 1999.

SBRAGIA, R.; et al. Os indicadores de P&D nas empresas mais e menos inovadoras. In: SIMPÓSIO DE GESTÃO DA INOVAÇÃO TECNOLÓGICA, XX, São Paulo. Anais... (CD ROM). São Paulo, 1998, p. 388-400.

SCHERER, F.; HUH, K. R&D reactions to high-technology import competition. Review of Economics and Statistics. n. 74, p. 202-212, 1992.

SOBEET – SOCIEDADE BRASILEIRA DE ESTUDOS DE EMPRESAS TRANSACIONAIS E DA GLOBALIZAÇÃO ECONÔMICA. Comportamento Tecnológico das Empresas Transacionais em Operação no Brasil. Conjuntura Econômica, mar. 2000.

SPICTAL, F. C.; BICKFORD, D. J. Successful competitive and technology strategies in dynamic and stable product technology environments. Journal of Engineering and Technology Management. n. 9, p. 29-60, 1992.

SUZIGAN, W. A indústria brasileira após uma década de estagnação: questões para política industrial. Economia e Sociedade, Campinas: IE-Unicamp, n. 1, p. 89-109, 1992.

TELLES, L. O. Cluster e a Indústria ligada à área da saúde em Ribeirão Preto. Ribeirão Preto, 2002. Dissertação de Mestrado – Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo.

TIDD, J.; BESSANT, J.; PAVITT, K. Managing innovation: integrating technological, market and organizational change. 2 ed. John Wiley & Sons, LTD, 2001.

WILBON, A. D. An empirical investigation of technology strategy in computer software initial public offering firms. Journal of. Eng. Technology Management, v. 16, p. 147-169, 1999.

ZAHRA, S. A. Technology strategy and financial performance: examining the moderating role of the firm’s competitive environment. Journal of Business Venturing, v. 11, p. 189-219, 1996.

5883a3ee7f8c9da00c8b46e2 1574685864 Articles
Links & Downloads

Production

Share this page
Page Sections