Production
https://prod.org.br/article/doi/10.1590/S0103-65131998000200004
Production
Article

Estratégia e ecologia: um estudo de caso

Estratégia e ecologia: um estudo de caso

Hoffmann, Valmir Emil

Downloads: 0
Views: 226

Resumo

Com a Revolução Industrial, o uso dos recursos naturais sofreu um grande incremento. Devido sua limitação, a necessidade de lidar com o desenvolvimento e com a preservação do meio ambiente ecológico cria uma das questões mais importantes da atualidade. Assim sendo, a relação entre as empresas e o meio ambiente é o ponto chave para se tentar atenuar o impacto do homem sobre a natureza. O efeito da globalização faz com que a dimensão ecológica, que já possuía interesse global, ganhe força, a ponto das nações mais desenvolvidas encontrarem na defesa da ecologia, uma barreira conveniente aos produtos concorrentes em seus mercados. Dentro desse contexto, as empresas brasileiras buscam alternativas, tanto para atender a intensa fiscalização governamental, dentro do Brasil, como também para continuar participando da competição naqueles mercados mais desenvolvidos, onde as barreiras não tarifárias, de apelo ecológico, bloqueiam o ingresso de seus produtos. O caso da Hering Têxtil, uma das mais importantes industrias têxteis do mundo, é apresentado. A empresa é um referencial relevante dentro dessa discussão. A relação da empresa com a variável ecológica e sua visão estratégica são consideradas com vistas a elucidar a maneira como ela tem tratado a questão, tanto como ameaça quanto como oportunidade.

Abstract

With the Industrial Revolution, the use of natural resources has improved a lot. Because their limitation, the necessity of dealing with development and environmental preservation creates one of the most important question of nowadays. Then the relation between enterprises and environment is a key point to try to decrease the impact of man over natural enviroment. The case of Hering Têxtil, one of the most important textil industries worldwide, is presented. Its relation with enviroment and the strategic view is considered.

Keywords

1.Ecology 2. Ecologic variable. 3.Ecologic administration. 4.Strategic planning

References



ALVES, Alda J. O planejamento de pesquisas qualitativas em educação. Caderno de pesquisa, v.77, p.53-61, maio 1991.

ALVES, Zélia M. M. B. Intersecções das análises quantitativas e qualitativas. 1988.

BARBIERI, J.C. Avaliação de impacto ambiental na legislação brasileria.In: RAE. São Paulo, v35, n.2, p.78-85, mar/abr 1996.

CAPRA, F. et al. Gerenciamento ecológico: ecomanagement. São Paulo: Cultrix, 1995. 203p.

CONTADOR, J.C. Armas da competição. In: RAUSP, São Paulo, v.30, n.2, p.50-64, abr/jun 1995.

DAJOZ, R. Ecologia geral. Petrópolis: Vozes, 1983. 472p.

DELAZARO, W. & BARBIERI, J.C. Geração de emprego e preservação do meio ambiente: o grande desafio. In: RAE. São Paulo, v.34, n.6, p.73-79, nov/dez 1994.

DONAIRE, D. Considerações sobre a variável ambiental na empresa. In: RAE. São Paulo, v.34, n.2, p.68-77, mar/abr. 1994.

GODOY, Arilda Schmidt. Introdução à pesquisa qualitativa e suas possibilidades. In: RAE. São Paulo, v.35, n.2, p.57-63, mar./abr. 1995.

______. Pesquisa qualitativa: tipos fundamentais. In: RAE. São Paulo, v.35, n.3, p.20-29, mai/jun. 1995a.

______. A pesquisda qualitativa e sua utilização em administração de empresas. In: RAE. São Paulo, v.35, n.4, p.65-71, jul/ago. 1995b.

GUIMARÃES, P.C.V. et al. Estratégias empresariais e instrumentos econômicos de gestão ambiental. In: RAE. São Paulo, v.35, n.5, p.72-82, set/out 1995.

Hering Têxtil S/A. A Hering de Blumenau: um século: 1880-1980. São Paulo: Laborgraf, 1980. 169p.

______. Gestão ambiental. Blumenau,1995. 36p. Mimeo.

HERING, I. Coletânea de artigos II. São Paulo:Laborgraf, 1989. 240p.

MAIMON, D. Ensaios sobre economia do meio ambiente. Rio de Janeiro: APED, 1992. 150p.

______. Eco-estratégias nas empresas brasilerias:realidade ou discurso? In: RAE. São Paulo, v.34, n.4, p.119-130, jul/ago 1994.

MARGALEF, R.Ecologia. Barcelona: Omega, 1991. Cap.24, p789-822.

MARTIN, Hans-Peter; SCHUMANN, Haral. A armadilha da globalização: (...). São Paulo: Globo, 1997.

NAHUZ, M.AR. O sistema ISO 14000 e a certificação ambiental. In: RAE. São Paulo, v.5, n.6, p.55-66, nov/dez 1995.

ODUM, E.P. Ecologia. Rio de Janeiro: Guanabara, 1988. 436p.

PEREIRA M.E As empresas em busca de tecnologias ambiental limpas em bases sustentáveis. In: Revista Brasileira de Administração/ANPAD. Rio de Janeiro, v.1, n.7, p.187-204, 1995.

PORTER, M. E. & VAN DER LINDE, C. Ser verde também é ser competitivo. In: Revista Exame. Ed.567, São Paulo, n.24, p.72-78, 22 nov 1995.

SANTANA, E.A. de. & PEREIRA, M.F. Desenvolvimento sustentável: uma contribuição para a competitividade industrial. In: Congresso Nacional de Engenharia de Produção - ENEGEP 95. Anais(...). São Carlos: UFScar, 1995. p.697-701.

TAUK-TORNISIELO, S.M. et al.(organizadores). Análise ambiental: estratégias e ações. São Paulo: T.A. Queiroz; Fundação Salim Farah Maluf, 1995, 381p.

______. Análise ambiental: uma visão multidisciplinar. 2.ed. São Paulo:Ed. da Universidade estadual Paulista, 1995. 207p.

5883a41e7f8c9da00c8b47be 1574685864 Articles
Links & Downloads

Production

Share this page
Page Sections