Production
https://prod.org.br/article/doi/10.1590/S0103-65131994000200004
Production
Article

Desafios da qualidade e produtividade à engenharia de produção do Brasil

Desafios da qualidade e produtividade à engenharia de produção do Brasil

Cheng, Lin Chih; Silva, João Martins da; Lima, Francisco de Paula A.

Downloads: 1
Views: 541

Resumo

Este trabalho faz uma avaliação histórica e do estágio atual do movimento qualidade e produtividade (Q&P) no Brasil, através da evolução do conceito do controle da qualidade no interior do atual processo de reestruturação produtiva, e delineia os desafios, limitações e potencialidades desse movimento à comunidade científica da Engenharia de Produção. O escopo da análise está centrado, principalmente, na comparação entre a prática da Q&P do setor produtivo industrial brasileiro com o corpo conceitual-teórico da Q&P conhecido pela comunidade. O argumento central do trabalho é "Q&P (no seu sentido amplo, incluindo o trabalho) não pode ser visto como uma sub-área da Engenharia de Produção, mas sim a própria razão de ser da Engenharia de Produção (no seu sentido igualmente amplo, incluindo o trabalho)". Duas idéias decorrentes desse argumento principal são: 1- a demanda por Q&P abre espaço para a utilização dò conhecimento especializado da Engenharia de Produção; 2 - os pressupostos básicos de Q&P abrem horizonte para a formulação de uma nova base teórica e prática da Engenharia de Produção. O trabalho conclui com a descrição de um conjunto de ações que podem ser implementadas pelos pesquisadores, associações afins e órgãos de fomento para que esta área de conhecimento possa ser mais amplamente aplicada em beneficio da sociedade brasileira.

Palavras-chave

Avaliação, Desafios, Qualidade, Produtividade, Engenharia de Produção

Abstract

This paper sets out to provide a historical review and an evaluation of the current situation of the Quality and Productivity (Q&P) efforts in Brazil through the evolution of the concept of quality control within the framework of the current process of changes in the production system. This paper also outlines the challenges, future prospects and limitations that these efforts offer to professionals of Production Engineering. The scope of this analysis is mainly based on the comparison between the practice of Q&P within Brazilian industry and the theoretical concept of Q&P as understood by those professionals. The main assumption in this paper is that "Q&P (in its wider meaning) should not be viewed as part of Production Engineering, but it is the raison d'etre of Production Engineering (in an equally wider meaning). Two main ideas stem from this assumption, which are: (I) the demandfor Q&P provides ample room for the application of the specialized knowledge in Production Engineering and (2) the fundamental assumptions of Q&P enable the formulation of a new theoretical and practical framework for Production Engineering. Finally, this paper describes a set of actions which can be implemented by researchers, associations of professionals and foster-organizations so that this field of knowledge can be put in practice more widely for the benefit of the whole Brazilian society.

Keywords

Evaluation, Quality, Productivity, Production Engineering, Prospects Limitations

References



Anais do IX ENEGEP (1989) Encontro Nacional de Engenharia de Produção. ABEPRO. Porto Alegre.

Anais do VIII ENEGEP (1988) Encontro Nacional de Engenharia de Produção. ABEPRO. São Carlos.

Anais do X ENEGEP (1990) Encontro Nacional de Engenharia de Produção. ABEPRO. Belo Horizonte.

Anais do XIII ENEGEP (1993) Encontro Nacional de Engenharia de Produção e I Conresso Latino Americano de Engenharia Industrial. ABEPRO. Florianópolis.

AKAO, Y. (1972) New Product Development and Quality Assurance: System of Quality Function Deplovment.Standardization. and Quality Control. Vol 25, No. 4, 9-14, JSA.

AKAO, Y. OFUJI, T. & ONO, M. (1990) Hinshitsu Tenkai Katsuyo Manuaru. 3 Volumes. JUSE, (em japonês).

BURRELL, G & MOREAN, G. (1979) Sociological Paradigms and Organisational Analysis. Heinemann. UK.

CORIAT, B. Penser à l'envers. Paris, Christian Bourgeois, 1991.

DRUMOND, F. B. & CHENG, L. C. (1994) Papel dos Métodos Estatísticos no Desdobramento da Função Qualidade. 11º SINAPE-Simpósio Nacional de Probabilidade e Estatística. BH. MG.

Fundação Christiano Ottoni (1992) Seminário de Desdobramento do TQC. BH, MG.

Fundação Christiano Ottoni (1993) Casos Reais de Implantação de TQC. 2 Volumes. BH. MG.

GRANT, R. M., SHANI, R. & KRISHNAN, R. (1994) TQM's Challenge to Management Theory and Practice.Sloan Management Review. Winter 1994. Volume 35, Number 2, Pages 25-35.

GM do Brasil (1991) Manual de Referência: Sistema de Determinação das Características Principais. GM1805, GMB.

HIRATA, H. (org) Sobre o modelo japonês.

ISHIKAWA, K. (1984) Quality and Standardization: Program for Economic Success. Quality Progress. Vol 17, No. 01,16-20.

JUSE (1991) Organization & Activities. Union of Japanese Scientists and Engineers. Japan.

JUSE Problem Solving Research Group (1991) TQC Solutions: The 14 Step Process. Productivity Press. Cambridge. MA.

LUSTOSA, L & Iida, I (1989) Programa Nacional de Engenharia de Produção. CNPq.

LIMA, F.P.A. "<> e reorganização produtiva: uma avaliação crítica". Anais do XIII ENEGEP, Florianópolis, 1993.

MORGAN, G. (Ed) (1983) Beyond Method. Sage Publications, London.

PORTER, M. E. (1989) Vantagem Competitiva. Editora Campus. RJ.

PORTER, M.E. (1993) A Vantagem Competitiva das Nações. Editora Campus. RJ.

Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade (1991) Ministério da Economia, Fazenda e Planejamento, Ministério da Justiça, e Secretaria de Ciência e Tecnologia. Brasília.

THUROW, L. (1992)Head to Head. William Morrow and Company Inc.. NY.

WOMACK, J.P.; JONES, D.T. & ROSS, DA máquina que mudou o mundo. Rio de Janeiro, Campus, 1992 (3a ed.)
5883a4297f8c9da00c8b47f2 1574685864 Articles
Links & Downloads

Production

Share this page
Page Sections