Production
https://prod.org.br/article/doi/10.1590/0103-6513.119113
Production
Article

Transporte de cabotagem no Porto de Suape, Pernambuco: uma pesquisa exploratória

Coastal shipping transport in Port of Suape – Pernambuco: an exploratory research

Cruz, Simone Maria Lucena; Araújo, Maria Creuza Borges de; Alencar, Luciana Hazin

Downloads: 0
Views: 310

Resumo

A utilização de contêineres tem reflexos expressivos no volume de produtos movimentados para importação e exportação nos portos brasileiros. Nesse sentido, a movimentação de cargas via cabotagem tem-se mostrado uma alternativa viável para o transporte de cargas no país. Este trabalho teve como objetivo identificar os fatores de competitividade das empresas de cabotagem do Porto de Suape, Pernambuco. Para tanto, aplicou-se um questionário para coleta de dados em empresas clientes do porto e uma análise estatística para a obtenção de um diagnóstico sobre este modal. Os resultados fornecem uma visão dos clientes quanto à cabotagem, assim como dos aspectos que trazem diferenciação à atividade principal de transporte realizada pelo armador e que têm maior importância para os clientes. Tais resultados permitem aos armadores reavaliar sua estratégia de atuação no mercado e, aos clientes, uma visão ampla, que auxiliará na tomada de decisão em relação à estratégia de transporte escolhida.

Palavras-chave

Cadeia de suprimentos. Logística. Transporte.

Abstract

The use of containers has a significant effect on the volume of products handled for import and export in Brazilian ports. Thus, materials handling via coastal shipping have been shown to be a viable alternative for transporting loads in the country. This study aimed to identify the factors of competitiveness of costal shipping companies located in port of Suape, Pernambuco. For this, we applied a questionnaire to collect data on corporate customers of the port, and carried out a statistical analysis to obtain a diagnosis on this modal. The results provide insight into customer opinion about coastal shipping lines and the aspects that bring differentiation in the core transport activity performed by the owner and most important to the customers. These results allow ship owners to reassess its strategy in the market and customers with a broad vision, which will assist in decision making in relation to transport strategy chose.

Keywords

Supply Chain. Logistics. Transportation.

References

Almeida, A. T. (2001). Multicriteria Decision Making on Maintenance: Spares and Contracts Planning. European Journal of Operational Research, 129(2), 235-241. http://dx.doi.org/10.1016/S0377-2217(00)00220-4

Ballou, R. H. (2006). Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos/Logística Empresarial (5th ed.). Porto Alegre: Bookman.

Bandeira, R. A. M., Mello, L. C. B. B., & Maçada, A. C. G. (2012). Elementos de flexibilidade em contratos de terceirização logística: o caso de uma empresa de telecomunicações. Produção, 22(2), 237-248. http://dx.doi.org/10.1590/S0103-65132012005000017

Bowersox, D. J., Cooper, M. B., & Closs, D. J. (2006). Gestão Logística de Cadeias de Suprimentos. Porto Alegre: Bookman.

Bozarth, C. C., & Handfield, R. B. (2008). Introduction to Operations and Supply Chain Management (2nd ed.). New Jersey: Prentice Hall.

Brasil. (1993). Lei no 8.630 de 25 de fevereiro de 1993. Dispõe sobre o regime jurídico da exploração dos portos organizados e das instalações portuárias e dá outras providências. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, fev. Retrieved from http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8630.htm.

Brasil. (2004). Lei no 10.893, de 13 de Julho de 2004. Dispõe sobre Adicional ao Frete para a novação da Marinha Mercante - AFRMM e o Fundo da Marinha Mercante - FMM, e dá outras providências. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, jul.

Brasil. (2008). Portaria no 72, de 18 de março de 2008. Aprova a norma complementar que estabelece critérios e disciplina procedimentos para a utilização do Sistema Eletrônico de Arrecadação do Adicional do Frete para a Renovação da Marinha Mercante e para o pagamento ou a solicitação e concessão de benefícios e incentivos relativos ao AFRMM. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, mar.

Carvalho, R. O. (2009). Logística integrada na prestação de serviço de cabotagem: de porto a porto a porta a porta (Dissertação de Mestrado). Santos: Universidade Católica de Santos.

Ching, H. Y. (2010). Gestão de Estoques na Cadeia de Logística Integrada – Supply Chain (4th ed.). São Paulo: Atlas.

Confederação Nacional dos Transportes - CNT. (2006). Pesquisa Aquaviária, Portos Marítimos: longo curso e cabotagem. Retrieved from www.cnt.org.br/informacoes/pesquisa/aquaviaria/2006.

Council of Supply Chain Management Professionals. (2010). Supply Chain Management Terms and Glossary. Illinois. Retrieved from http://cscmp.org.

Cruz, S. M. L. (2011). Diagnóstico em relação ao transporte de cabotagem no porto de Suape: uma pesquisa exploratória (Dissertação de mestrado). Universidade Federal de Pernambuco, Recife.

Fachinello, A. L., & Nascimento, S. P. (2008). Cabotagem como alternativa para o transporte de carnes da região Sul para o Norte/Nordeste brasileiro: um estudo de caso. Revista de Economia e Sociologia Rural, 46(4). http://dx.doi.org/10.1590/S0103-20032008000400003

Fadda, E. A. (2007). Considerações sobre o transporte marítimo de cabotagem no Brasil. In Congresso Pan- Americano de Engenharia Naval, Transporte Marítimo e Engenharia Portuária, São Paulo.

Finney, D. J. (1980). Statistics for biologistis. London: Chapman and Hall. http://dx.doi.org/10.1007/978-94-009-5855-5

Goularti Filho, A. (2010). A trajetória da Marinha Mercante Brasileira: administração, regime jurídico e planejamento. Pesquisa & Debate, 21(2).

Guia Marítimo. (2011). Gargalos portuários prejudicam competitividade. Retrieved from http://www.guiamaritimo.com.br/nota.

Hair Junior, J. F., Babin, B., Money, A. H., & Samouel, P. (2005). Fundamentos de métodos de pesquisa em administração. Porto Alegre: Bookman.

Instituto de Pesquisa Aplicada - IPEA. (2010). Eixo do desenvolvimento brasileiro. Portos brasileiros: diagnóstico, políticas e perspectivas. IPEA. Série n. 48.

Keedi, S. (2006). Transportes, unitização e seguros internacionais de carga: prática e exercícios (3. ed.). São Paulo: Aduaneiras.

Logística Intermodal S/A. LOG-IN – (2010). Prospecto Definitivo de Oferta Pública de Ações.

Mendonça, P. C. C., & Keedi, S. (1997). Transporte e Seguros no Comércio Exterior. São Paulo: Aduaneiras.

Moura, D. A., & Botter, R. C. (2011). O transporte por cabotagem no Brasil – Potencialidade para a intermodalidade visando a melhoria do fluxo logístico. Produção Online, 11(2), 595-617.

Notteboom, T., & Rodrigue, J. (2008). Containerisation, Box Logistics and Global Supply Chains: The Integration of Ports and Liner Shipping Networks. Maritime Economics & Logistics, 10, 152-174. http://dx.doi.org/10.1057/palgrave.mel.9100196

Oliveira, C. T. (2000). Modernização dos portos. São Paulo: Aduaneiras.

Portal Naval. (2010). Indústria naval: os próximos passos. Retrieved from http://www.portalnaval.com.br/.

Salido, M. A., Rodriguez-molins, M., & Barber, F. (2012). A decision support system for managing combinatorial problems in container terminals. Knowledge-Based Systems, 29, 63-74. http://dx.doi.org/10.1016/j.knosys.2011.06.021

Souza, F. C., Souza, B. C., & Silva, A. S. (2002). Elementos da pesquisa científica em medicina. Recife: Editora Universitária UFPE.

Triola, F. (2005). Introdução à estatística (9. ed.). Rio de Janeiro: LCT.

Tseng, Y., Yue, W. L., & Taylor, M. A. P. (2005). The role of transportation in Logistics Chain. In Proceedings of the Eastern Asia Society for Transportation Studies, Bangkok. Vergara, S. C. (2009). Projetos e relatórios de pesquisa em administração. São Paulo: Atlas.

Wanke, P. F., & Affonso, C. R. (2011). Determinantes da eficiência da escala no setor brasileiro de operadores logísticos. Produção, 21(1), 53-63. http://dx.doi.org/10.1590/S0103-65132010005000045
5883a45b7f8c9da00c8b48bd production Articles
Links & Downloads

Production

Share this page
Page Sections