Production
https://prod.org.br/article/doi/10.1590/0103-6513.084012
Production
Article

Aplicação de Poka Yoke em processos de caldeiraria

The application of the Poka-Yoke method in the manufacturing of steel structures

Consul, Josiel Teixeira

Downloads: 1
Views: 346

Resumo

Como objetivo, este artigo pretende identificar como o método Poka Yoke contribui para evitar erros, corrigindo defeitos na execução de peças caldeiradas. Como justificativa para a escolha desse tema destaca-se que as empresas cada vez mais investem na qualidade de seus processos de produção, sendo o desperdício algo que sinaliza falhas e que os mecanismos de averiguação dos meios de controle necessitam ser cada vez mais aprimorados. A linha de pesquisa utilizada para tal estudo está na sistematização in loco de como se dará o fluxo do processo do método Poka Yoke na sua aplicação em peças caldeiradas. A metodologia será em etapas definidas de controle, incluindo avaliação quantitativa e qualitativa dos erros, identificando-se os processos de falhas, bem como melhorias de produção, bem como avaliando como se dá o retrabalho e de maneira esse se dá no processo de controle de eficácia da linha de produção. Cabe ressaltar que este trabalho destina-se à instrumentalização de que a Engenharia de Produção se apropria e utiliza no que se refere ao desenvolvimento voltado ao processo de gestão, incluindo-se assim o foco principal de formação que a instituição particulariza. Foi visto na pesquisa que o sistema funciona ainda mais quando há uma conscientização dos trabalhadores para a importância da metodologia aplicada nos processos de produção.

Palavras-chave

Poka Yoke. Produção enxuta. Qualidade.

Abstract

This paper aims to demonstrate that the Poka-Yoke method helps avoid errors and correct defects in the execution of parts of the steel structure. As the justification for the choice of this theme emphasizes, companies increasingly invest in the quality of production processes because waste signals failure, and the mechanisms of investigation as the means of control must be increasingly improved. The line of research used for this study is that systemization of the spot will occur as the process flow of the Poka-Yoke method is applied to parts stews. The methodology will be set in steps of control, including quantitatively and qualitatively evaluating errors and the failures that identify the processes and the production improvements and will assess the reworking such that this process occurs in controlling production line efficiency. Note that this work serves as a tool for Production Engineering geared to the management process, thus including the main focus of the training that the university where this study was conducted particularized. Was seen in the research that the system works even when there is an awareness of workers about the importance of the methodology applied in production processes. In this study, the system works even when workers are aware of the importance of the methodology that is applied in production processes.

Keywords

Poka-Yoke. Lean production. Quality.

References

Abdulmalek, F. A., & Rajgopal, J. (2007). Analyzing the benefits of lean manufacturing and value stream mapping via simulation: a process sector case study. International Journal of Production Economics, 107(1), 223-236. http://dx.doi.org/10.1016/j.ijpe.2006.09.009

Almeida, H. S., & Toledo, J. C. (1992). Qualidade total do produto. Produção, 2(1), 21-37.

Antunes, R. (1998). Em direção a uma teoria geral do processo na administração da produção: uma discussão sobre a possibilidade de unificação da teoria das restrições e a teoria que sustenta a construção dos sistemas de produção com estoque zero (Tese de doutorado). Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre. Costa Junior, E. L. (2007). Gestão em processo produtivo. Curitiba: Ibpex.

European Public Administration Network – EUPAN. (2008). Customer satisfaction management. EUPAN. Recuperado em 24 de julho de 2012, de http://www.eupan.eu/files/repository/20101215131727_EU_Primer_English__FINAL_LR.pdf

Fusco, J. P. A., & Sacomano, J. B. (2007). Operações e gestão estratégica da produção. São Paulo: Arte & Ciência.

Ghinato, P. (1996). Sistema Toyota de Produção: mais do que simplesmente Just-in-time. Caxias do Sul: EDUCS.

Gil, A. C. (2002). Como elaborar projeto de pesquisa (2a ed.). São Paulo: Atlas.

Godinho Filho, M., & Fernandes, F. C. F. (2004). Manufatura enxuta: uma revisão que classifica e analisa os trabalhos apontando perspectivas de pesquisas futuras. Gestão & Produção, 11(1), 11-19. http://dx.doi.org/10.1590/S0104-530X2004000100002

Karlsson, C., & Ahlström, P. (1996). Assessing change towards lean production. International Journal of Operations & Production Management, 16(2), 24-41. http://dx.doi.org/10.1108/01443579610109820

Imai, M. (1996). Gemba-kaizen: estratégias e técnicas do Kaizen no piso de fábrica. São Paulo: IMAM.

Liker, K. J. (2005). O Modelo Toyota. Porto Alegre: Bookman. Manotas-Duque, D. F., & Rivera-Cadavid, L. (2007).

Lean manufacturing measurement: the relationship between lean activities and lean metrics. Estudios Gerenciales, 23(105), 69-83. http://dx.doi.org/10.1016/S0123-5923(07)70026-8

Monden, Y. (1984). Sistema Toyota de Produção. São Paulo: IMAM.

Monden, Y. (1998). Toyota Production System: an integrated approach to Just-In-Time. Norcross: Institute of Industrial Engineers.

Moura, A. R., & Banzato, J. M. (1996). Poka-Yoke: a eliminação dos defeitos com o método à prova de falhas. São Paulo: Iman.

Ohno, T. (1997). O Sistema Toyota de Produção: além da produção em larga escala. Porto Alegre: Bookman.

Rebelato, M. G., & Oliveira, I. S. (2006). Um estudo comparativo entre a Gestão da Qualidade Total (TQM), o Seis Sigma e a ISO 9000. Revista Gestão Industrial, 2(1),106-116.

Santos, M. T. (2006). O PLM: gerenciamento do ciclo de vida do produto transformando negócios em empresas classe mundial. Zona Industrial Norte: Brasilmatics.

Silva, G. G. M. P. (2009). Implantando a manufatura enxuta: um método estruturado (Dissertação de mestrado).

Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis. Schiffman, L., & Kanuk, L. (2000). Comportamento do consumidor (6a ed.). Rio de Janeiro: LTC.

Sellito, M. A. (2000). Sistema Toyota de produção: é possível aplicá-lo na indústria calçadista? Revista Tecnicouro, 21(7), 23-27.

Shimbun, N. K. (1988). Poka-Yoke: improving product quality by preventing defects. Cambridge: Productivity Press.

Shingo, S. (1996). O Sistema Toyota de Produção: do ponto de vista da engenharia de produção. Porto Alegre: Bookman. PMid:8905671

Untawale, S. P., & Akant, S. S. (2009). Quality and productivity linking methodologies for industries using SPSS (Statistical Package for Social Sciences). Perlis: Universiti Malaysia Perlis.

Valls, V. M. (2004). O enfoque por processos da NBR ISO 9001 e sua aplicação nos serviços de informação. Ciência da Informação, 33(2), 172-178. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-19652004000200018

Vergara, S. C. (2003). Projetos e relatórios de pesquisa em Administração (4.). São Paulo: Atlas.

Womack, J. P., & Jones, D. T. (2004). A mentalidade enxuta nas empresas: elimine o desperdício e crie riquezas (6 ed.). Rio de Janeiro: Elsevier.

Womack, J. P., Jones, D. T., & Ross, D. (1990). The machine that changed the World. New York: Rawson Associates.
5883a45d7f8c9da00c8b48c5 production Articles
Links & Downloads

Production

Share this page
Page Sections